Boletim de Segurança - Correio Eletrônico



O correio eletrônico, ou sua abreviação por e-mail – Electronic mail -, é uma ferramenta de comunicação que permite o envio de mensagens escritas e ficheiros pela Internet, de forma rápida e independente da localização do destinatário.


Ainda que seu envio varie conforme o tamanho de cada mensagem, o e-mail é uma ferramenta de grande funcionalidade, pois possibilita o envio do mesmo conteúdo a vários destinatários, proporcionando, inclusive, a criação de listas de distribuição de endereços de e-mail.


Como outras funcionalidades no mundo da Internet, o correio eletrônico também pode apresentar os seus perigos. Um dos perigos mais comuns é a propagação de vírus e consequente infecção dos computadores de utilizadores domésticos.


Para isto, se utilizam da propagação de vírus das mais diversas formas, como por exemplo, através de mensagens não solicitadas de correio eletrônico contendo anexos, que são enviados para os mais diversos destinatários. Em alguns casos, para conferir credibilidade, se utilizam de imagens e nomes que pertencem a entidades reais, podendo parecer ser provenientes da sua lista de contatos e os anexos parecerão inócuos.


De maneira geral, estes e-mails podem conter endereço de retorno, um envelope provocante ou qualquer outro artifício que encoraja o receptor a abri-lo com o objetivo de que através destes anexos e links infetados, haja a captura de informações confidenciais para posteriormente, utilizá-las para fraude e o bloqueio de todos os ficheiros do computador, solicitando um "resgate" monetário.


Para mais informações sobre estas fraudes, você pode acessar neste boletim.



Abaixo seguem alguns cuidados a serem tomados:

Passo 1: Cheque os anexos para proteger o seu e-mail

É preciso cuidado redobrado ao enviar ou receber anexos dentro do e-mail, porque eles podem carregar muito além de arquivos, o que pode ser prejudicial para a sua conta, até mesmo acarretando um roubo de informações, por estarem associados a vírus e ser a forma mais utilizada por cibercriminosos.

Segue abaixo algumas dicas sobre anexos que podem ser úteis para a segurança:


  • Evite ao máximo abrir e-mails com anexos de estranhos, sempre desconfie do conteúdo;

  • Se por acaso você abrir um anexo suspeito por acidente, feche o programa (de preferência no Gerenciador de Tarefas);

  • Independentemente do seu sistema operacional, manter tudo atualizado pode ser fundamental para bloquear um vírus dentro de um anexo de e-mail;

  • Ao enviar um anexo de e-mail com segurança, certifique-se de que o tamanho do arquivo não é muito grande.

Passo 2: Evite abrir mensagens de spam

Spam é o termo usado para se referir às mensagens eletrônicas que são enviadas para você sem o seu consentimento e que, correntemente, são despachadas para um grande número de pessoas. Este tipo de e-mail geralmente indesejável contém, em sua grande maioria, propagandas, porém, em outras ocorrências, estas mensagens contêm conteúdos mais agressivos (vírus e conteúdos ameaçadores) e ainda conseguem obter suas informações pessoais, como dados bancários, por exemplo.

Se você acha que está sendo alvo de spam, confira as características destes e-mails abaixo:


  • Embora seja um dos recursos mais antigos, entre aqueles utilizados pelos spammers, ainda são encontrados e-mails de spam alegando que serão enviados “uma única vez”. Esta é uma característica de e-mail de spam.

  • Uma das mais frequentes, e piores, desculpas usadas pelos spammers é alegar que se o usuário não tem interesse no e-mail não solicitado, basta “removê-lo”.

  • O cabeçalho do e-mail aparece incompleto, sem o remetente ou o destinatário. Ambos podem aparecer como apelidos ou nomes genéricos, tais como: amigo@, suporte@ etc. A omissão do destinatário é um dos casos mais comuns, pois, os spammers colocam listas enormes de e-mails no campo reservado para Cópias Carbono Ocultas ou Blind carbon copies (Cco: ou Bcc:), já que tais campos não são mostrados ao usuário que recebe a mensagem.

  • O campo reservado para o assunto do e-mail (subject) é uma armadilha para os usuários e um artifício poderoso para os spammers. A maioria dos filtros anti-spam está preparada para barrar e-mails com diversos assuntos considerados suspeitos. No entanto, os spammers adaptam-se e tentam enganar os filtros colocando no campo assunto, conteúdos enganosos, tais como: vi@gra (em vez de viagra) etc.

Passo 3: Saiba que links suspeitos devem ser ignorados sempre

Você não deve clicar em links suspeitos, principalmente os que têm ligação com sites inseguros, esta é a maior porta e também a mais simples para as ameaças entrarem em contato com a sua rede ou dispositivo. Sabemos, que o link é uma maneira prática e muito utilizada para ligar um conteúdo a outro na internet, de forma interna ou externa, mas para que seja uma boa experiência ao usuário, algumas precauções podem ser tomadas:


  • Se o usuário não tiver certeza da origem da URL, talvez seja preciso verificar com o contato se ele realmente enviou a informação e se ele tem ciência de que o link é confiável;

  • Caso a pessoa desconheça a plataforma utilizada, e não sente confiança nas informações prestadas, o melhor é ignorar. Principalmente e-mails que estejam na caixa de spam;

  • É preciso ter cuidado ao clicar sobre links encurtados, pois hoje muitos cibercriminosos utilizam ferramentas como o goo.gl, para encurtar links e deixá-los irreconhecíveis.

Se você tem alguma dúvida, faça contato!

Infrabout Tecnologia da Informação Ltda

Rua da Conceição, 105 - Sl 1908 Centro - Rio de Janeiro 20051-011 Tel. +55 21 3173-4900 email: info@infrabout.com http://www.infrabout.com


Posts Recentes
Arquivo
Siga
  • LinkedIn Infrabout
  • LinkedIn Social Icon

Siga a gente: